“Patrimônio é” promove reflexões para preservação da Pedra de Xangô

A preservação da Pedra de Xangô, localizada em Cajazeiras 10 está em pauta novamente. O evento “Patrimônio é”,  promovido pela Prefeitura de Salvador está de volta em 2021.  Adaptado à pandemia, esse ano acontecerá de forma totalmente virtual e será transmitido no canal da Fundação Gregório de Mattos no YouTube, na próxima quarta-feira (24), às 18h30. O tema escolhido é “Kaô Kabecilê, vamos caminhar e fazer justiça!”

A Pedra do Xangô é um patrimônio cultural, geológico, simbólico e mítico da cidade de Salvador, considerado um lugar sagrado para adeptos das religiões de matriz africana.  Cenário de rituais litúrgicos, o sítio geológico tem grande importância cultural e é assunto presente em diversas reuniões que se propõem a refletir sobre proteção e manutenção física e identitária local.

O monumento natural tem relevância nacional pelos seus valores científico, educativo e turístico. Sua principal classificação temática é o metaformismo, assim caracterizada pelas transformações pelas quais a rocha passou ao longo dos anos submetida à temperatura, pressão, fluidos e ações do tempo. A rocha Gnáissica possui foliação subvertical com direção N90º, constituída de um lajedo e dois blocos residuais.

“Patrimônio é” faz parte do projeto Memória Viva e promove conversas sobre os patrimônios da cidade. Pra esta mesa estão convidados:  Ìyá Márcia d’Ọ̀gún, Ìyalọ̀ríṣá do Ìlẹ̀ Àṣẹ Ẹwà Ọ̀lódùmarè, professora mestra e conselheira do Conselho Municipal de Política Cultural; de Leonel Monteiro, presidente da Associação Afro-Ameríndia (AFA); de Pai Barosi de Ode, líder religioso do Ilê Axè Ode Aty Ya Re, em Cajazeiras XI; Fábio Velame, doutor em Arquitetura e Urbanismo pelo PPGAU-UFBA; e do vereador e ex-titular da antiga Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), André Fraga. A mediação ficará a cargo da historiadora e gerente de Patrimônio Cultural da FGM, Gabriella Melo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.